Oi gente tudo bem? :D  Como prometido, taí o video sobre o interior e o exterior da onde viveu Monet e mais: os jardins que inspiraram os mais belos quadros do mundo! :D Caso você ainda não conheça o canal, inscreva-se aqui


É fã de arte? Do Impressionismo também? Então vem conhecer a casa do Monet comigo! 


Caso você queira ver, link dos posts com as fotos do passeio:

Parte 1:  Os Jardins http://www.sofiapiassi.com/2015/11/ficamos-impressionados-com-casa-do-monet.html

Parte 2: O Interior da Casa: http://www.sofiapiassi.com/2015/11/como-e-estar-dentro-da-casa-do-monet.html





Quer ser meu/minha amigo/amiga? Tem alguma dúvida? Quer acrescentar algo? Quer mandar um beijo pra mim, pra sua mãe ou pra Xuxa? Comente abaixo ou fale comigo por um desses meios: 
Si vous voulez parler avec moi, être mon ami(e), contactez-moi:


sofiapiassi@gmail.com
Oi gente! Tuo bem com vocês? 

Continuando... Estamos em Giverny (caso você ainda não tenha visto a primeira parte, onde eu mostro os jardins da casa do Monet: clique aqui!)

Continuando... Como só tinhamos uma manhã por lá (por que a tarde iríamos ao Louvre) fomos só na casa e nos jardins, mas tem uma pá de coisas SUPIMPAS para se fazer em Giverny!


Sem mais demoras, vamos entrando! Já no primeiro andar da casa você encontra essa sala de estar SUPER-ULTRA-MEGA-ACONCHEGANTE. E com quadros do Monet.




Ainda no primeiro andar, temos a sala de jantar...


Cozinha!


Ah! Pela casa tem vários porta-retratos do Monet, nessa foto ele  está nos jardins da sua casa (que vimos no post anterior)


Tinha até foto minha por lá também, batemos essa foto no mesmo dia em que fui visita-lo em 1885 com meu DeLorean .


No segundo andar você encontra alguns quartos muito bem conservados...


Olha a vista que o Monet tinha no quarto dele! 


Ao lado da casa, tem mais uma das instalações da Fundação, onde você encontra souvenirs pra comprar, com preços razoáveis e acessíveis! 



Por hoje é isso galera! Em breve (em algumas horas, ou amanhã mesmo!) eu postarei o vídeo das minhas aventuras na casa do Monet! Espero que tenham gostado desse post! Um beijo!

PARTE 1: Os Jadins da casa do Monet: http://www.sofiapiassi.com/2015/11/ficamos-impressionados-com-casa-do-monet.html



Quer ser meu/minha amigo/amiga? Tem alguma dúvida? Quer acrescentar algo? Quer mandar um beijo pra mim, pra sua mãe ou pra Xuxa? Comente abaixo ou fale comigo por um desses meios

Si vous voulez parler avec moi, être mon ami(e), contactez-moi:

sofiapiassi@gmail.com


Oi gente! Tudo bem por ai? :D Aqui estou eu para contar sobre as viagens de agosto... E olha, acho que faltam só mais uns 3 posts (que são sobre a viagem para Paris) para eu voltar a escrever sobre os dias atuais (sobre como está sendo o outono, a faculdade e a rotina por aqui). Então vamos lá, depois de voltarmos do teleférico mais alto do mundo na fronteira com a Suíça, e passearmos em Vichy, Mamãe, Clément e eu fomos à Paris! :D Mas antes de irmos para o hotel em Paris, fomos à Giverny, que fica à 40 minutos de carro de Paris, para visitar a casa do Monet. Isso já estava nos meus planos desde a primavera! E agora, nas ferias de verão (finalzinho de agosto!) chegamos a Giverny!


Bom, caso você não saiba, Oscar-Claude Monet foi um grande pintor impressionista, inclusive, o termo "impressionismo" veio de comentários das pessoas que ficaram impressionadas com o quadro chamado "impressão, Nascer do Sol"

Aqui a foto:


Agora, momento wikipédia, resumindo a vida de Monet (é normal você não saber, tudo bem, eu mesma já cheguei a confundir Monet com Renoir!): 

Ele nasceu em Paris, seu pai (Claude-Auguste) tinha uma modesta mercearia e queria que ele desse continuidade aos negócios, mas ele queria pintar, e teve todo o apoio da tia, Marie-Jean Lecadre. Que também era pintora. Aí ele foi pra escola de artes, fez sucesso na cidade fazendo caricaturas das pessoas, fez amizade com um cara que o ensinou a pintar ao ar livre (Eugène Boudin). Foi à Paris estudar pintura, onde conheceu a sua primeira esposa (Camille Monet, que foi retratada em vários quadros dele), serviu ao exército mas  depois conseguiu a licença devido a sua tia pintora (para que assim ele pudesse ir para universidade) mas aí ele não curtiu a pintura acadêmica e tradicionalista, e foi estudar com outros amigos (Charles Gleyer, Camille Pissarro e Gustave Courbet) e juntos eles desenvolveram a técnica de pintar o efeito das luzes com rápidas pinceladas (que mais tarde veio a ser chamada de : Impressionismo.)

Agora voltando à Giverny:

Um ano depois do nascimento do segundo filho deles, a esposa dele, (Camille Monet) morreu de câncer, depois disso, em 1883 Monet se mudou para Giverny, casou-se de novo (com a também viúva, Alice). E nos anos seguintes ele pintou uma série de quadros chamada "Nenúfares",  inspirado pelo lago e também pela ponte japonesa que tinha em seu jardins. Mais tarde  as pinturas foram consideradas  como as mais belas do mundo.

Um dos quadros da ponte Japonesa:


Euzinha, na  mesma ponte japonesa <3:


Sobre as pinturas de Monet, que pareciam borrões e que se você se distanciar um pouco consegue vê-las nitidamente... Então, eu consegui ver-las de pertinho, cada florzinha dessa! Destaque para a chuva que deu ainda mais a impressão de estarmos entro dos quadros!





Você diria que ficamos chateados com a chuva... No começo sim, até por que eu só tinha levado aquele tênis e ainda íamos no Louvre à tarde. Mas depois de entrar nesse jardim, e ver os pontilhados da chuva... <3 Eu até esqueci que a chuva incomodava (e de fato, ela não incomoda. Água faz bem!) Outro ponto positivo é que em dias normais a fila pra entrar lá é enorme, e se você quiser bater foto na ponte japonesa vai ter que esperar... Maaaaas... Em dias chuvosos como estes: Não! Tinha gente lá, claro, e sim, sempre tem alguém batendo foto na ponte mas mas em 1min eles já liberam o espaço... (inclusive, lá tem mais de uma ponte sabiam? O lago é enorme!)




Tem mapinha pra você não ficar pedido(a)!


(Tirei essa foto na entrada) A doação é de Michel Monet (filho dele!) :


Fotos do lado de fora da casa:



Como esse post está ficando muito grande, vou dividi-lo em 2 partes, no próximo post, eu conto como é o interior da casa! Por hoje é isso! Espero que tenham gostado desse post! Um beijo!



Quer ser meu/minha amigo/amiga? Tem alguma dúvida? Quer acrescentar algo? Quer mandar um beijo pra mim, pra sua mãe ou pra Xuxa? Comente abaixo ou fale comigo por um desses meios
Si vous voulez parler avec moi, être mon ami(e), contactez-moi:

sofiapiassi@gmail.com


MA OE! :D Esse já é o quarto post em que eu falo sobre Vichy, fazer o que se essa cidade maravilhosa é vizinha? <3 Se você não conhece Vichy, fiz um post sobre as águas milagrosas de Vichy e também um post sobre a cidade, pontos turísticos e vistas bonitas, teve também um post sobre o dia em que fui à Ópera de Vichy com a mamãe e com Clément e claro, teve vlog filmado lá também! 

Hoje, vou contar sobre o dia que fomos à Vichy com a família reunida, fazer um picnic no parque. Lembram que eu to contando a história da minha vida, e eu parei quando voltamos de Chamonix certo? No final de agosto, no verão, quando mamãe veio me visitar! Então vamos lá:  Destination Vichyyyyyy!


Uma das diferenças culturais que eu li sobre a França (no livro da Culture Smart, clique aqui pra ler a resenha) foi que o franceses são muito mais apegados à família. Acho que não preciso dizer que o livro fala da maioria né, você pode conhecer brasileiros muito mais apegados à família do que franceses que não estão nem aí, assim como nem todo brasileiro come feijoada não é mesmo? Mas no geral, eles dão um valor muito grande à almoços em família e jantas em família. Fazem tudo juntos, enfrentam problemas juntos e por aí vai. A minha família aqui da França não é diferente disso. É a família lá do Brasil também não. Quando mamãe veio passar uns dias aqui, nós fizemos muitos programas em família com os pais e irmã de Clément e agora nossas famílias estão unidas né <3 ....


Comemos a torta de Reis , mesmo não sendo dia de Reis! (Já falamos dela aqui no blog) inclusive, ontem foi dia de São Clément aqui na França. É o Claude (pai do Clément) fez uma torta pra ele! :) A gente sempre comemora os dias dos Santos com os nosso nomes... Mais uma das coisas que fazemos em família, são viagens, sair um pouco da monotonia e tudo mais, nessas férias de verão nós fomos para a Córsega (já fiz vários posts!) e quando mamãe estava aqui fomos todos juntos para Vichy! Por que afinal, quem não ama Vichy?





Fizemos um picnic lá no parque, bebemos água de Vichy, passeamos bastante... <3


E por hoje é isso pessoal! Amanhã eu volto com mais um post sobre as viagens de agosto!
Um beijo!


Quer ser meu/minha amigo/amiga? Tem alguma dúvida? Quer acrescentar algo? Quer mandar um beijo pra mim, pra sua mãe ou pra Xuxa? Comente abaixo ou fale comigo por um desses meios

Si vous voulez parler avec moi, être mon ami(e), contactez-moi:

sofiapiassi@gmail.com

Oi gente! Se você ainda não viu o pot sobre mais alto teleférico do mundo, clique aqui: http://www.sofiapiassi.com/2015/11/o-teleferico-mais-alto-do-mundo.html

E se você ainda não conhece o canal: Inscreva-se aqui! 





Quer ser meu/minha amigo/amiga? Tem alguma dúvida? Quer acrescentar algo? Quer mandar um beijo pra mim, pra sua mãe ou pra Xuxa? Comente abaixo ou fale comigo por um desses meios: 
Si vous voulez parler avec moi, être mon ami(e), contactez-moi:


sofiapiassi@gmail.com
Oi gente! Tudo bem com vocês? :D Aqui estou eu pra contar sobre as viagens de agosto, então vamos lá.... França, verão de 2015:

Logo depois que fomos à Opera de Vichy a gente foi pra Chamonix-Mont-Blanc, que fica umas 3h de carro daqui de casa, é pertinho da fronteira com a Suíça.


Chamonix significa "terra da montanha"(Cha = Terra Mon-Is = Montanha). E é la mesmo que você pode encontrar as maiores altitudes da Europa Ocidental. É onde podemos ver as "Agulhas Vermelhas" e o famoso "Mont Blanc". O teleférico de Chamonix, Aiguille du Midi, é o mais alto do mundo! 




Olha, eu não sei se eu já falei pra vocês, mas as vezes quando eu olho pra neve, eu penso em marshmalows, algodão doce.. Coisas desse tipo.


Eu e mamãe, nos divertindo à 3 842 metros de altitude:



Pra chegar ao topo da Europa ocidental, a gente faz uma conexão e acaba pegando 2 teleféricos, mas é rapidinho, é quase uma subida só! E lá no topo, do topo, do tooooopo tem o "Pas Dans Le Vide", que é uma parte de vidro,  que nos dá a sensação de estar pisando no vazio!






Em Chamonix-Mont-Blanc tem várias outras coisas legais pra fazer, como pegar o trenzinho e ver o Mer de Glace (Mar de Gelo), visitar um lugar onde até os móveis são de gelo sem contar que é um dos lugares mais frequentados por alpinistas do mundo! Mas pra fazer tudo isso é necessário dormir lá... Nós passamos apenas um dia lá, achei que fosse dar pra pelo menos visitar o Mer de Glace e o Teleférico, e deu, mas como tem filas/horários pra subir e horário pra descer, acabamos não tendo muito tempo pra aproveitar o Mar de Gelo. Mas deu pra bater algumas fotos, claro! :D


Bati foto no trem, dá até um pouco de medo por que como é bem íngreme, e bom, você está ali num trem, da um sustinho ver a subida. (Ignorem minha cara foto nessa foto, mas nessa hora eu estava meio preocupada com a hora, por que teríamos que correr pra pegar o teleférico depois!) 


E de fato, corremos, por que a gente tinha uns 3min pra chegar até o teleférico, e era umas 4 quadras, mas acabou que chegando lá deu tempo até pra sentar, comer um sanduíche e esperar ... :D


Espero que tenham gostado desse post, amanhã, eu conto pra vocês o que nós fizemos em Vichy no dia seguinte, (sim! Voltamos pra Vichy! Confira tudinho no próximo post!) Um beijo!


Quer ser meu/minha amigo/amiga? Tem alguma dúvida? Quer acrescentar algo? Quer mandar um beijo pra mim, pra sua mãe ou pra Xuxa? Comente abaixo ou fale comigo por um desses meios: 

Si vous voulez parler avec moi, être mon ami(e), contactez-moi:

sofiapiassi@gmail.com



Oi gente! Como vocês sabem, eu e Clément fomos passar as férias na Córsega, e no fim de agosto voltamos pra casa (pra Rhône-Alpes) e logo mamãe veio nos visitar ( já estou postando aqui no blog sobre as viagens de agosto com a mamãe!) Mas caso vocês tenham perdido algum post sobre a Córsega (ilha Francesa situada no mar mediterrâneo,  também chamada de ilha da beleza, terra onde nasceu Napoleão), aqui vai um resumão com todos os links em ordem cronológica  (e o vídeo logo abaixo!):



Quer ser meu/minha amigo/amiga? Tem alguma dúvida? Quer acrecentar algo? Quer mandar um beijo pra mim, pra sua mãe ou pra Xuxa? Comente abaixo ou fale comigo por um desses meios: 
Si vous voulez parler avec moi, être mon ami(e), contactez-moi:

http://facebook.com/sofiapiassi
https://instagram.com/sofiapiassi
sofiapiassi@gmail.com

Agosto de 2015.  (Continuando a história de quando mamãe veio me visitar no mês de agosto, no verão)


Oi gente! Eu acho que já comentei com vocês aqui no blog que eu e minha irmã estudamos piano por alguns anos, ela obviamente sabe tocar muito melhor do que eu (que já não lembro mais de muita coisa). Quando eu era criança eu nunca dei muita atenção à música clássica, embora minha mãe seja uma grande fã, e temos coleções de livros, CDs e vinis. (Inclusive, mamãe é tiete do Mozart... Ela até foi conhecer a casa dele na Austria, ela contará mais sobre isso em alguns posts por aqui futuramente!) 

Mesmo eu não sendo fã (ainda) dos clássicos na infância, eu conhecia muitos compositores e seus estilos por causa do ballet.... Piano... Mamãe.. etc. Eu só fui gostar de música clássica lá pela adolescência, quando minha irmã colocou o mp3 dela pra tocar em alguma viagem de carro e tinha "As Bodas de Fígaro" (do Mozart) e aí eu comecei a gostar também. Ah, o fato de eu ter lido crepúsculo (não riam!) também ajudou, por que o livro cita Clair de Lune do Debussy, e a partir daí surgiu uma discussão lá em casa, de que a autora do livro deveria ter usado a Clair de Lune do Beethoven, que é uma música completamente diferente e que por acaso tem o mesmo nome mas combina mais com o tema do livro (Eu sempre vou preferir Clair de Lune do Debussy, por que é mais feliz e bonitinha e a do Beethoven me dá medo!). E aí teve também a ópera que toca no filme Mr. Nobody, "Casta Diva", e daí por diante, viramos fãs, quer dizer, eu virei, mamãe e minha irmã já escutavam música clássica e erudita (vira e mexe elas me passam músicas legais)!

Essa da esquerda é minha mãe, eu no meio, e minha irmã :) (olha, to com uma saudade muito grande dessas duas :( até me dói o coraçãozinho quando eu vejo essas fotos!)

Retirada do Instagram da Sarah @smutt1917
Mas aí voltando ao assunto de como eu fui parar na ópera em Vichy: A minha  irmã foi com a minha mãe assistir ao Ballet Bolshoi (um dos melhores do mundo) no teatro municipal do Rio, e eu não estava no Brasil na época... Aí... Com mamãe aqui em casa, resolvemos ir até Vichy (já falamos sobre Vichy aqui no blog, em vários posts) pra assistir ao ballet da companhia espanhola Victor Ullate "El Sur".  Eu particularmente prefiro o ballet clássico com tutus, sapatilhas de ponta e etc, mas acabei gostando muito desse ballet, tem toda uma leveza na relação dos movimentos do corpo com as leis da gravidade e da física agindo nos vestidos... Não batemos fotos durante ao espetáculo, mas peguei algumas na internet pra vocês verem:



Batemos fotos do lado de fora da ópera da ópera:



(Sarah no teatro municipal do Rio)
Retirada do Instagram da Sarah @smutt1917
Um beijo Sarinha! 


Logo na entrada, fomos avistados pelo fotografo sueco (de Stockholm) Anton Renborg, que estava ali fazendo fotos para participar do festival de fotografia de Vichy, e pediu pra bater foto da gente. Enquanto isso,  mamãe bateu fotos dele: Photoception! 




 Quanto ao interior, tem desenhos bonitos no teto, com cristais e pedras coloridas. Veja as fotos:




<3 <3 <3  





Espero que tenham gostado do post de hoje! Um beijo!

Quer ser meu/minha amigo/amiga? Tem alguma dúvida? Quer acrecentar algo? Quer mandar um beijo pra mim, pra sua mãe ou pra Xuxa? Comente abaixo ou fale comigo por um desses meios
Si vous voulez parler avec moi, être mon ami(e), contactez-moi:

sofiapiassi@gmail.com