Olá garotada! Resolvi fazer um post que mostre as bandas contemporâneas que fazem músicas como as de antigamente! Vou apresentar pra vocês algumas delas!
The Baseballs:
Eu conheci essa banda quando eu trabalhava na rádio, alguns anos atrás. A banda é bem parecida com a do Dick Brave. The Baseballs é uma banda também alemã que também faz covers versão rockabilly de vários sucessos contemporâneos. Eles também tem músicas próprias, mas ficaram famosos lançando seu primeiro álbum em 2007 que tinha os covers de Umbrella da Rihanna, Hot N' Cold da Katy Perry e muito mais. Em 2011 veio o segundo álbum que fez sucesso, com mais covers no mesmo estilo incluindo até Candy Shop do 50cent!


Dick Brave & the Backbeats:
Dick Brave é o alter ego do cantor alemão Sascha Schmitz, ele seus amigos criaram esta banda "de mentirinha" que gravou muitos covers de verdade, com a sua versão rockabilly, claro. Em 2003 lançaram o álbum Dick This! Que teve sucessos como Walk This Way do Aerosmith, Let's Get The Party Stared da P!ink (inclusive, eles tocaram isso no casamento da própria P!ink!) Depois disso eles voltaram só em 2011 com o álbum Rock N' Rock Therapy que teve cover de Rolling in The Deep da Adele, American Idiot do Green Day e por ai vai.

Imelda May:
Ok, essa meio que faixa bonus! A cantora irlandesa faz músicas próprias, no estilo Jazz, blues e também Rockabilly.

The Puppini Sisters:
Puppini Sisters, é um trio, formado em 2004 por Marcella Puppini inspirada pelo filme Les Tripettes de Belleville, que chamou mais duas amigas da faculdade, Kate e Stephanie. O nome Puppini Sisters é uma homenagem à The Andrew Sisters (outro trio, mas estas são famosas por embalar vários hits dos anos 40, 50, 60 e até 70!) Tenho que dizer pra vocês: Sou MUITO fã.



PostModern Jukebox:
Criada por Scott Bradlee, um pianista e também compositor que juntou um montão de gente legal pra um projeto bacana. Esta é também uma das bandas que eu mais gosto dentro desse estilo moderninho de fazer musica antiga. Eles simplesmente dão um toque de Jazz às músicas da atualidade. Tem covers da Britney, Lady Gaga, Nicki Minaj, MIA, Beyoncé, Backstreet Boys... Tem música pra caramba! Não é demais?
Um dos meus favoritos, Stacy's Mom do Fountains Of Wayne. Confira aqui:



Espero que tenham gostado do post! Um beijo!


Atualização!

Depois da dica super bacana que Vinícius deu nos comentário, procurei saber sobre Jill Tracy e resolvi adiciona-la a lista! :D

Jill Tracy, cantora, pianista e compositora de San Francisco, CA.






Oi Gente! Vamos falar de teatro hoje? Por que não? :) Eu lembro das vezes em que eu fiz teatro, em diferentes escolas que estudei (já expliquei aqui nesse post, que eu cresci mudando de estados cidades e etc) era tudo tão divertido. O lugar, a professora, os coleguinhas do teatro. Era como se ali fosse um lugar mágico onde eu podia me soltar e ser feliz. E acredito que era assim pra quase todo mundo que faz teatro, em várias outras escolas. Já o Bando, bom, o Bando é um grupo de teatro que foi além disso. 

É um grupo sem patrocínio público ou privado também. A idealização dos projetos é uma aposta do diretor, que reinveste nos espetáculos aprimorando figurinos e cenários.

Eles fazem peças infantis, eu pessoalmente já tive a oportunidade de vê-las, e as crianças (e nós adultos também) vamos a loucura. E tem mais, além disso, eles criaram o "Projeto Incômodo", que são algumas performances nas ruas da cidade onde eles moram, e esses pequenos atos, mudaram o dia de muitas pessoas que passaram por eles. Confira a entrevista com essa galerinha e descubra como! 

Segue abaixo a entrevista! (Como sempre, minhas perguntas em negrito mais meus comentários em itálico! hehe!)

- Cláudio, membro do Bando, apresente sua matilha pra gente!

O Bando é um coletivo artístico, produtor de teatro e agora (em primeira mão) de música também. Atualmente é formado por mim (Cláudio Mendes, diretor/ator) Breno Menenguci (ator), Nicole Gomes (atriz), Clarissa Anastácio (atriz), Samira Mesquita(atriz) Tacynaria Garcia(atriz), e Darlan Costa (criação de projetos). Além de nossos parceiros Virgínia Ribeiro (maquiadora), Pedro Paulo (sonoplasta). 

- Embora eu já os conheça e já tenha até feito algumas participações especais, vamos explicar agora pra todo mundo que lê o blog: o que é o Projeto incômodo? Como Surgiu? Quais são eles?

O projeto Incômodo surgiu da junção de umas performances minhas com as criadas pelo Darlan. Ele então criou e justificou o projeto, linkando essas nossas 7 performances: 

Guerra poluidora - Um terço da cidade de Volta Redonda é ocupado pela CSN, uma das maiores siderúrgicas da América. Silenciosamente nosso ar fica mais pesado, os pulmões carregados e é preciso questionar. 





A Meretriz - Performance que levou às ruas a discussão sobre a mulher e a autonomia sobre seu próprio corpo através da figura polêmica de uma meretriz.




Hierarquia da Etiqueta - O Bando levou para as ruas a questão de como o modo de se vestir interfere na relação que os outros estabelecem com a gente, apostando em dois extremos, o da figura de morador de rua e do playboy/patricinha.

Geração Tarja Preta - O Brasil é um dos maiores consumidores do mundo de Rivotril. As crianças estão dopadas de Ritalina. Tem mais de uma Drogaria em cada esquina. Quem se importa? Quem de incomoda?


Eu e Clément também pintamos a cara e participamos da perfomance, na fotos: Darlan, eu e Cláudio estamos lendo poesia para pessoas que passam na rua, como forma de remédio para depressão ao invés de comprimidos.



*Comum Inusitado, *Carniceria e *Concreto. (Estas três últimas ainda não foram apresentadas) Ok, espero fazer um post novinho em folha assim que essas 3 ultimas performances sairem!

- Já tiveram algum tipo de problema nas performances? Por que, afinal, dar a cara a tapa assim na rua com gestos de impacto podem causar consequências nas muitas vezes não positivas! E isso é bom. Mas ja teve alguém que se sentiu incomodado com o projeto Incomodo? (esse nome é ótimo!)

Não tivemos grandes problemas a não ser causar incômodo nas pessoas, o que é nosso objetivo dentro do projeto, então sempre dizemos que nossa missão é cumprida (risos). Há também reações positivas, de pessoas geralmente mais sabidas de artes em geral, elas sabem que aquilo ali é um teatro, apesar do mais real possível, foi planejado. Outras simplesmente ignoram e fingem não ver aquela cena na rua. É um trabalho interessante ver cada reação de cada transeunte(Transeunte, pra quem não sabe quer dizer: transitivo).


Cláudio e Samira sem dificuldade alguma de causar incômodo:



- Fora o projeto incomodo com as performances de impacto nas ruas, onde mais vocês se apresentam?

 Nos apresentamos nas ruas, e escolas e também em teatros; seja arena, auditório ou palco italiano.(Palco italiano é aquele palco clássico, geralmente retangular, onde a plateia assiste o espetáculo de frente, com cortinas e etc.)  Já rodamos diversas cidades do estado do Rio: Barra Mansa, Teresópolis, Três Rios, Levy Gasparian, Campos, Niterói, a capital Rio e é claro nossa amada cidade, Volta Redonda(Olha aí o bando mundão afora!)

- Como funciona isso tudo? Como cada um ajuda? A produção, As ideias...? O bando é um teatro diferente de todos que já vi. Por que?

Geralmente, as idéias, o tema central e o projeto em si partem da minha cabeça maluca (risos). Tenho parcerias com o Darlan (também e ótimo pra criar conceitos) e Breno, que desenvolve temas das peças para que eu possa verificar a viabilidade delas, e os outros integrantes do Bando tomam de suas áreas como atuação/maquiagem/produção.


- O bando também é um grupo formado por amigos muito proximos, quando você trabalha com seus melhores amigos sempre tem algo de especial nisso. A amiga que é maquiadora ajuda nas maquiagens, as que são fotografas aparecem para contribuir, e tem mais os amigos que entram totalmente de cabeça no projeto! Tem mais alguma dica que você dá para outros grupos de teatro? 

Sim, trabalhar com os amigos e pessoas próximas ajuda na relação profissional. As coisas ficam mais leves, mais entrosadas e o trabalho flui mais rápido. Como temos muita intimidade, ninguém leva as broncas e desentendimentos pro lado pessoal, apesar de ser é tudo a flor da pele quando se trabalha com artistas. Não sou tão bom em dar dicas, mas se você gosta de teatro, tem que viver o teatro. Assistir todas as peças que puder, fazer todos os workshops e cursos que conseguir... Não pode ficar preguiçoso, teatro não é só na hora que pisa no palco, é ensaio, estudo, suor, trabalho duro... 



- Algo que você indica pra galera que está começando?

Assistam todas as peças que puderem! Vejam os DVD´s dos espetáculos do Grupo Galpão (o melhor grupo teatral do país), pesquisem sobre o trabalho do Odin Teatret (Cia. internacionalmente reconhecida), também da artista e performer Marina Abramovic, da Realizadora Miúda (núcleo de pesquisa teatral do Rio)... Essas são algumas referências minhas e do Bando. Também tentem fazer parte e/ou criem algum grupo, coletivo e comecem a desenvolver idéias!



- Em pouquíssimo tempo o bando já faz o maior sucesso na cidade onde vocês moram (Vota Redonda) e também nas cidades vizinhas todas. Alguma dica pra esse sucesso todo?

É muito trabalho! Eu não descanso, o Bando não para. Vivo pensando em teatro, em algum projeto, alguma ideia...Tenho até que pegar um pouco mais leve com relação a trabalho, mais isso tudo é viciante e muito compensador. Gosto de produzir, de criar, de fazer! Tento ser o mais original possível dentro de cada proposta. Não queremos fazer o que já fizeram, queremos fazer de um jeito diferente e se possível inovar! Obrigado por todo carinho que sempre teve com o Bando e saiba que aqui no Brasil tem um pedacinho seu. Beijos! (Enquanto isso, cai uma lagrima aqui do cantinho do meu olho, acho que é alergia, peraí que eu já volto gente.)

É isso galera, essa foi a entrevista com o bando, um grupo de teatro formado por pessoas maravilhosas. Caso queiram sabei mais sobre essas pessoas, curtam a fan page do Bando: https://www.facebook.com/TeatroBando Ah! Eles também tem um site: http://coletivobando.wix.com/bando . Enquanto a mim, eu espero falar mais deles aqui no blog mais pra frente! Um beijo!



Oi gente! Esse é um daqueles posts onde eu continuo a história da minha vida, por que estou alguns posts atrasada! hahahaha. Ok algumas semanas atrás eu minha família daqui fomos ao Lac Des Sapins.

O Lac do Sapins, traduzindo para o português: "Lago dos Pinheiros" é um lugar que pode se chamar "praia artificial". Localizado na cidade de Cubize, a 65km de Lyon, na França, o lago também conta com a maior piscina biológica da Europa.


Se você não sabe o que é uma piscina biológica eu lhe explico: É uma piscina que não usa produtos químicos como cloro para limpeza, e sim plantas que tem seu próprio sistema de filtragem! Para passar o dia nesta piscina é cobrado o valor de 4 euros.


 Mas caso você goste mais de praia mesmo, você pode ficar brincando na areia e se banhar no lago que é graça!





Eu e minha família fizemos um picnic, entramos em contato com a natureza, foi lindo! Lá é cheio de mesas e famílias fazendo churrasco e tudo mais...




O Lago é cheio de atividades pra você escolher, dá pra andar à cavalos uma volta de caiaque, de pedalinho, jogar golf e etc... Se você quiser saber mais informações, esse é o site do Lac des Sapins! http://www.lacdessapins.fr/


Espero que tenham gostado do post :) Comente se quiser, compartilhe se gostar :)
Um Beijo!




Oi gente!

Agora que eu voltei de viagem, resolvi de dedicar mais tempo para minha vida e alimentação saudável, com exercícios também! E mais: focarei em terminar vários posts sobre as viagens que fiz recentemente e além disso, também fiz algumas entrevistas! Aguardem!

Agora vamos ao post de hoje! Eu encontrei na internet ilustrações que me fizeram sentir aquela sensação de "empurrãozinho". A dona dos desenhos é das Philipinas e se chama Kim. Confira aqui a minha seleção de seus mais inspiradores desenhos.

Primeiramente: Todos nós sabemos  que a melhor estratégia para quem quer emagrecer é amando seu próprio corpo.  Dito isso, esta é a minha primeiríssima da lista(calma tem mais imagens fitness ok?!)


Quanto menos você ligar para o que os outros pensarem, mais você será feliz. 
The less you care about what others think the happier you'll be


Persista até que algo aconteça 
P.U.S.H. Persist Until Something Happens


Sem desculpas, somente resultados.
No excuses, only results




Não morra para ser magra
Dont die to be thin

A má notícia: Transformar seu corpo não é fácil. A boa notícia: Isso pode ser feito
The bad news: Transforming your body is not easy The god news: It can be done

Escolhendo saudável ao invés de magra(o) você está escolhendo amar a si mesma(o) ao invés de julgar a si mesma(o).
By choosing healthy over skinny you are choosing  self-love over self judgment


Desculpas não queimam calorias
Excuses don't burn calories

Seu trabalho duro lhe pagará
Your hard work will pay off
Mais forte do que você pensa
Stronger Than You Think

Coma direito, trabalhe duro e será mais feliz!
Eat Right Work Hard You'll Be Happier



A próxima pessoa que falar sobre ter um "corpo de bikini" para o verão, será atingido por este cocô. Duas vezes mais forte se for sobre alguma dieta rápida.
The next  person who talks about getting a bikini body for summer get hit with this coconut. TWICE and EXTRA HARD if its through some quick-fix diet

Por que se estressar com números em escala quando se tem outras milhões de coisas maravilhosas sobre você?
Why stress about numbers in a scale when there are a million other wonderful things about you?




O Tumblr  da Kim se chama: http://arthlete.tumblr.com  confira também a página dela: https://www.facebook.com/thatarthleticgirl 

Espero que tenham gostado! Um beijo!
Oi gente! Lembram do post que fiz sobre patins? (Aqui o link pra quem ainda não viu: http://www.sofiapiassi.com/2015/05/patins-uma-invencao-francesa.html)


Pois é, eu prometi fazer umas fotos com o patins bafônico que eu comprei no brechó. Sobre o patins: Ele tem um rolamento muito bom, aparentemente ele foi pouquíssimo usado e dá pra andar com ele em todo tipo de piso, até mesmo na grama ou na terra (mas eu desaconselho, por que quase levei uns tombos no quintal da prefeitura)


Se você não sabe, eu moro perto da prefeitura (que os franceses chamam de Mairie). Foi lá que eu me casei! (Link do post sobre o casamento: http://www.sofiapiassi.com/2015/04/casamento-na-franca.html)


Não reparem eu estar com 2 casacos e 2 boinas, mas choveu e eu tive que trocar. Sou dessas que anda de patins na chuva mesmo e não tá nem aí se está frio. Hahahaha :)

Eu sei, tá parecendo um post/editorial de moda. Então, vamos entrar na brincadeira! Sobre este look:

- Boina  Preta: comprada no Paraguay ( a cinza eu comprei na Marisa)
- Camisa DRUG FREE (livre de drogas) que eu comprei de alguém que morava BH e resolveu vender, em um show de hardcore em Curitiba no ano passado. E depois redesenhada e customizada pra virar um cropped.
- Short Jeans de cintura alta desenhado por mim mesma. Yes! Desenho minhas próprias roupas já faz alguns anos
- Casacos: Não lembro, provavelmente C&A, Renner, Riachuello... algo assim.
- Meia calça: também, velha demais pra eu lembrar de onde é.

Esta sou eu, fazendo a cara  mais séria-de-modelo que consegui:


Esta sou eu confiando totalmente nos freios deste patins:



Um mega obrigada para Clément que bateu essas fotos pra eu poder compartilhar com vocês este dia :)

Um beijo!


Oi gente! Lembram da floresta Lespinasse? Aqui o link do post pra você que ainda não viu: http://www.sofiapiassi.com/2015/02/a-floresta-lespinasse.html Aconselho a ver este post sobre a floresta no inverno antes de continuar lendo este aqui, pra você não ficar perdido(a)!

Eu visitei a floresta no inverno, quando a floresta estava "dormindo" e mal dava pra ver alguma coisa verde. Mas ainda assim, estava muito bonita! Essa sou eu, Yoga e o lago semi congelado:



Agora. Umas 2 semanas atrás eu fui lá com Clément! Fiz alguns vídeos e postarei lá no canal(https://www.youtube.com/user/piassisofia) em breve!

Vamos ver como a floresta está agora?

Começando pela estrada para ir até la. E, ah, novamente fomos de bike até lá!


Eu fiquei observando a estrada, parei pra tirar algumas fotos. Encontrei algumas vacas e bois no caminho, afundadas no meio de flores amarelas. Fiquei pensando sobre como elas sentem de estarem ali e fiquei filosofando sobre isso.


Chegamos! Olhem a floresta agora:



Como era no inverno:


Um beijo! Espero que tenham gostado do post. Se tiver alguma dúvida ou quiser mandar um beijo pra sua mãe pra mim e pra xuxa: Comente!